PESQUISA GEORREFERENCIADA

PESQUISA GEORREFERENCIADANo âmbito do Projecto “Inventariação e Digitalização do Património Histórico - Cultural”, encontram-se neste momento disponíveis os seguintes ATLAS dos Imóveis Classificados e Em Vias de Classificação:

Continente

Concelhos

Alandroal, Alvaiázere, Amadora, Amarante, Amares, Avis, Barcelos, Barreiro, Batalha, Caminha, Cascais, Castro Verde, Celorico de Basto, Condeixa-a-Nova, Ferreira do Alentejo, Ferreira do Zêzere, Lisboa, Loures, Macedo de Cavaleiros, Marinha Grande, Matosinhos, Mesão Frio, Monção, Montalegre, Oliveira do Hospital, Penacova, Penafiel, Ponte da Barca, Porto, Santa Comba Dão, Serpa, Torres Vedras, Trofa, Valongo, Vila Franca de Xira e Vinhais.

Centros Históricos

Abrantes, Alcochete, Alcoutim, Aveiro, Beja, Braga, Castelo Branco, Castro Marim, Celorico da Beira, Coimbra, Covilhã, Évora, Faro, Figueira da Foz, Golegã, Guarda, Guimarães, Lagos, Lamego, Mafra, Montijo, Óbidos, Odivelas, Olhão, Ourém, Palmela, Pinhel, Portalegre, Póvoa de Varzim, Santarém, Seia, Seixal, Setúbal, Silves, Sintra, Tavira, Tomar, Valença, Viana do Castelo, Vila Nova de Gaia, Vila Real, Vila Real de Santo António e Vila Viçosa.

Estão já assinados 171 protocolos com autarquias, estando em curso o processo de disponibilização dos restantes ATLAS.

Este projecto, caracterizado pelo rigor da georreferenciação a nível nacional e corresponde a uma política de associação do IGESPAR, I.P a outras entidades, nomeadamente às autarquias, com as quais se celebraram protocolos específicos, com o objectivo de contribuir para uma gestão integrada do património edificado, em especial nas áreas urbanas.

A disponibilização dos ATLAS conta igualmente com o trabalho de colaboração (investigação e confirmação) das 5 Direcções Regionais de Cultura (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve).

A informação disponibilizada inclui, para além dos além dos imóveis, conjuntos ou sítios classificados e em vias de classificação (1556), as zonas de protecção (1042), as zonas especiais de protecção (154) e as áreas non aedificandi (66).

Encontra-se também disponível um ATLAS (este por pontos) à escala 1:250 000, com todos os imóveis, conjuntos ou sítios classificados e em vias de classificação em Portugal continental.

Os ATLAS são actualizados regularmente, com base na evolução dos processos de classificação.